2.5.08

do que não sai

Que sangue é este que não vaza do branco que o prende,
Porque não sai, o maldito,junto as lagrimas. Quero o fora,
assim aos poucos, quando doi em mim o que o empurra um segundo de vida mais adiante.

Mas estas portas que detem minha alma
também não o deixam seguir seu rumo para além de mim
para onde devem chegar,
Junto a ti, junto as lágrimas
às tuas mãos, aos teus beijos, à tua pele...

E o que é isto em meu sangue que quer desnudar-te,
assim como me deseja livre para abandona-lo?

Um comentário:

Ellensil Calima disse...

Olá, boniiiiiiito!
Depois tu lê pra Lika? Direitinho? Gosto de te ouvir falar sobre, de saber quando, por que, como... Isto me mostra um pouco mais de você...

Amarelinho lindo, ótimos dias para você, sempre.


Pomo.


=)

***